Um novo mês, uma nova caixinha!

01

Mais um mês chegou e com ele uma nova caixinha da NerdLoot, esse mês o tema era nostalgia, apesar de não ter recebido nada do chaves (tinha certeza que algo celebraria a série) ou algo relacionado aos anos 1980, segue abaixo a listinha do que recebi esse mês.

  • Um poster no estilo japonês mostrando  uma batalha Pokémon.
  • Um apoio para panelas com a cara do Koromon.
  • Adesivos Pokémon para tomadas.
  • Adesivos comemorando os desenhos dos anos 90.
  • Camiseta vermelha com a estampa inspirada em caverna do dragão.
  • Camisa preta com meu cavaleiro favorito, Shiryu. Desse vez o seu golpe cólera do dragão recebe o apoio de Shenlong.
  • Lindas insígnias da série pokémon.

Como vocês puderam ver nas fotos acima, a loot desse mês não foi exatamente como a do mês passado, neste mês percebi que não fiquei tão feliz como antes, recebi ótimos produtos, as camisetas são ótimas e só elas bancam o valor da caixinha em si, porém senti falta de outras séries ou até mesmo brindes mais relevantes, o único que realmente me impressionou foi a caixinha com as insígnias, mas até mesmo elas poderiam vir em algo mais  personalizado, meio que me sinto obrigado em colocá-las em um lugar que realmente ressalte seu valor.

O próximo tema não me agradou muito, sendo assim decidir dar uma pausa na compra da NerdLoot, vou pular um mês e esperar, acredito que exista outros temas mais interessantes do que este.

Ressuscitando meu Nintendo Wii

501px-Artwork_-_Mario_Circle.svg

É praticamente inacreditável, mas 2016 é o aniversário de 10 anos do Nintendo Wii. O famoso console da Nintendo alegrou o mundo com sua nova tecnologia e amargurou o coração de seus fãs por inúmeros motivos. Pessoalmente devo dizer que no passado fui um fã fiel da Nintendo, tive ótimas experiências e até a sétima geração sempre dei preferência para os seus consoles, o Game Cube aliás era o meu favorito. Quando o Wii e por sua vez seus controles foram apresentados eu estava em um hype enorme e maravilhoso, lembro que eu lia e acabava salvando em uma pasta tudo o que eu sabia sobre o projeto Revolution e seu futuro promissor, o anúncio do console e de seus games durante a E3 foi algo memorável, uma ótima experiência. Se não me engano essa também era a época da Revista Mii Wii, um projeto meu e dos antigos usuários do Fórum Uol.

Durante aquela geração joguei apenas quatro jogos, me diverti razoavelmente com um jogo do Sonic e um game da série Tony Hawk, no entanto dois jogos marcaram aquela época para mim, o primeiro momento foi o tempo que gastei aproveitando Twilight Princess, o outro foi a infelicidade de não conseguir chegar ao fim de Metroid Prime 3. No mesmo período onde eu estava aproveitando o meu novo console e a última aventura de Samus, surgia silenciosamente uma situação onde a venda do Wii e dos jogos seria necessária. Anos passaram, ganhei um PS3 de aniversário, um Nintendo 3DS, enfim, estava claro que aquela era uma geração perdida no tempo. Após o lançamento do Nintendo Wii U, senti a vontade de voltar aos braços da Nintendo, mas logo vi que a situação não andava muito boa, por fim prevaleceu o medo do passado, medo de comprar um console onde eu não conseguiria achar ou aproveitar os games da forma esperada; NeoGeo, estou falando com você!

Em 2013 decidi mudar essa situação, sinceramente não curto pirataria faz tempo, gosto de ter jogo em mídias físicas ou de forma digital, mas eu queria colocar o tempo perdido em dia, foi então que eu comprei um novo Wii, dessa vez desbloqueado. Querendo ou não minha empolgação foi curta, por mais que me esforçasse senti na pele a pior decisão tomada pela Nintendo, optar por cabos AV (composto) como conexão padrão. Tentei jogar o novo Zelda, retomar Metroid 3 e até mesmo curtir o novo estilo apresentado em Mother M. Por mais que eu tentasse, a ideia desse downgrade visual não me cabia, querendo ou não o Nintendo Wii voltou pra caixa. Muito, mas muito tempo passou até eu me lembrar de algo que talvez fizesse a  diferença, tirando a idéia de comprar cabos componentes, eis que eu me lembro de um tal adaptador HDMI que acima de tudo prometia um upgrade na imagem. Procurando em sites gringos acabei achando o acessório Wii2HDMI, minha memória andava um tanto fraca mas me lembro de algo parecido sendo lançado durante aquela geração, como realmente não tinha mais meu vídeo game, sinceramente não dei atenção. Após algumas buscas achei o acessório por 25 reais no site AliExpress, sendo bem direto e de forma curta e grossa, esse é um site no bom estilo Mercado Livre, vendedores anunciando e clientes comprando confiando principalmente no seu caráter e comprometimento. Após uma espera de mais de 30 dias eis que o tal acessório chega. Além do baixo preço outro ponto a favor foi o fato do mesmo não ter sido taxado pela alfandega Brasileira, vocês provavelmente já conhecem esse acessório que no fundo é bem simples, ele possui e uma das extremidades a entrada correspondente ao Nintendo Wii e do outro lado uma saída HDMI, também possui uma saída para fones de ouvido caso seja necessário. No Wii algo bem importante deve ser ressaltado, apesar de o console reconhecer o acessório assim que ele for conectado, é necessário mudar as configurações do Wii para TVs de alta definição e por sua vez a resolução, ela deve ficar em 16:9. O pulo gráfico realmente não é surpreendente, mas logo de cara conseguimos reparar como as cores deixam de ser borradas e se tornam mais nítidas, os serrilhados também diminuem mas continuam presentes, segue abaixo um vídeo gravado com meu celular.

De fato o acessório não é perfeito, mas creio que até o momento conseguiu me satisfazer como prometido, criou em mim uma nova vontade de jogar e finalmente conseguir o que tanto desejei, por em dia os vários games que perdi.

Uncharted 4: Experimentando a Beta!

logo uncharted4

Alguns meses atrás apenas um grupo de pessoas pode brincar, experimentar e aproveitar o modo multiplayer de Uncharted 4, apenas aqueles que fizeram a pré compra ou adquiriram a coletânea Nathan Drake estavam aptos para tal. Com o lançamento do jogo marcado para um futuro bem próximo (10 de maio de 2016), a nossa querida NaughtyDog decidiu fazer um StressTest em seus servidores, no fim das contas só posso dizer uma coisa…amigos, que jogo!

Apesar de ter feito algumas gravações usando o recurso do PS4 eu estava preocupado em jogar do que realmente mostrar o que existe de novo. No entanto o vídeo abaixo mostra bem como tudo está fluindo. Temos uma disputa bem divertida, sem qualquer tipo de lag ou queda de conexão por parte dos servidores. Logo de cara consigo um headshot de puro reflexo e em seguida eliminar 3 adversários desavisados. No fim do vídeo é legal reparar que se você está no raio de impacto quando a relíquia é ativada tudo fica em câmera lenta, isso vale pra você e para seus inimigos. Outro ponto no vídeo é o seu final, tento alcançar o inimigo e usar o laço para ativar o novo estilo de eliminação aérea, ele por sua vez escapa no último segundo.

O segundo vídeo mostra como o uso da relíquia correta junto com o jogo em equipe faz diferença. Aos 7 minutos depois de eliminar um inimigo e deixar o outro caído sou atingido, cercado por mais inimigos e com  o auxilio de seu ajudante um novo companheiro cai, o terceiro por sua vez utiliza a relíquia enquanto tenta nos levantar, juntos derrotamos todos e toda a jogada é virada sem nenhuma perda. Tal situação simplesmente não acontecia nos jogos passados e isso pode mudar completamente uma partida, simplesmente sensacional.

Durante a geração passada acompanhei toda a saga de Drake, na verdade estou jogando novamente no ps4. Sem dúvida é um dos meus favoritos, o multiplayer por sua vez me garantiu horas intermináveis de gameplay e diversão, citando uma das falas de Nathan nessa nova empreitada, o multiplayer é como andar de bicicleta, é algo simples e depois que você aprende o que deve ser feito você literalmente esta em casa. Tudo funciona maravilhosamente bem, partidas não possuem lags, a busca e o início são rápidos, não vi muitos bugs além de braços atravessando paredes ou algo do tipo. Como mostrado acima, a idéia de ter uma loja in-game é muito bem implementada. Chamar aliados, usar relíquias e comprar armas é algo muito intuitivo, em alguns momentos a sensação é de que tenho feito isso por muito tempo, a linha de aprendizagem é rápida e fácil.

Sem dúvida esse possivelmente será o melhor multiplayer de 2016 no PS4.

NerdLoot: Adquirindo uma surpresa!

image

Você conhece a NerdLoot?

Olhando pelo lado empreendedor da história, tenho certeza que o conceito da NerdLoot e de outras companhias que utilizam o mesmo tipo de negócio é muito, mas muito arriscado ao primeiro olhar. Muita coisa mudou, mas não é de hoje que a internet e suas lojas virtuais são motivos de olhos tortos e muita desconfiança. Tendo isso em mente, como você se sentiria se pudesse comprar um segredo?

A premissa da NerdLoot é bem conhecida lá fora, utilizando o mesmo conceito da famosa Loot Crate, temos aqui uma companhia focada no mundo nerd, no gênero pop e por sua vez na cultura geek em geral. Todo mês um novo tema é abordado, o site abre o acesso as vendas (o número de caixas são limitados) e após selecionar algumas opções você acaba de pagar por um segredo. Isso mesmo, além do tema, não existe como saber o que teremos dentro da caixinha, na verdade a única certeza é que teremos uma nova camiseta, porém nada mais, apesar de existir um opção para a seleção de tamanho, não há como saber a cor, estampa ou seus brindes.

Apesar de nunca ter feito esse tipo de compra, posso dizer que estou imensamente satisfeito. Hoje foi o dia que recebi minha encomenda. Dentro dela fui surpreendido por vários itens como podem ser vistos nas fotos abaixo. Por incrível que pareça o que mais me marcou aqui foi o sentimento nostálgico, fazia anos que não sentia aquela sensação gostosa que tínhamos na infância ao abrir um presente sem saber o que havia lá dentro. É inacreditável como o sorriso e a alegria assumem o corpo em segundos. Segue abaixo uma listinha do que “ganhei”:

  • Uma camiseta da loja NerdUniverse com o tema Anti Hero Club, uma clara homenagem ao FightClub!
  • Um chaveiro abridor de latas com o nome Logan.
  • Grupo de imãs de geladeira seguindo o estilo Anti Hero Summer. Hulk, DeadPool e Magneto curtindo o verão!
  • Um megaboga livro da Guerra Civil, uma ótima base para o filme que chegará em breve.
  • Um Death Note, isso mesmo…. UM DEATH NOTE!!!
  • Cards com informações sobre os produtos e a primeira pista da próxima caixa, Nostalgia.
  • Um poster do nosso querido V, um anti herói famoso por suas ações no filme V de vingança.
  • Por fim um novo caderno, dessa vez com capa dura e no tamanho comum. Sua capa por sua vez segue o mesmo estilo, temos mulher gato e outros personagens no seu interior e contra capa.

 

 

Sem dúvida essa foi uma compra fabulosa. Sinceramente, recebi mais do que esperava, se tiver que apontar algo ruim aqui, talvez seja o poster. Apesar de ter sido embalado ele acabou chegando amassado em algumas partes. Mas nada que seja tão ruim assim.

Acho que é isso… Exploradores, nos vemos no próximo mês!

The Order: 1886 – Primeiras impressões!

The Order 1886 - Poster

Antes mesmo de possuir um PS4 meu olhos se mostraram interessados por The Order: 1886no seu anúncio durante a E3 2013 chamou de imediato minha atenção pela mistura de gêneros, se mostrou como um jogo de época com visuais deslumbrantes, armas futurísticas e por fim monstros, que naquele momento não tinham uma explicação exata para sua presença mas que davam o clima necessário para a futura aventura. Anos passaram, o game foi lançado e as análises chegaram. Por base lembro de ter ouvido bem e mal deste jogo, ressaltavam seu visual mas ao mesmo tempo o chamaram de limitado, monótono e um tanto quanto fraco, caso o foco dos holofotes fossem a ousadia do estúdio. Mais alguns anos se passaram e através de um comerciante conhecido o game chegou em minhas mãos por meio de uma troca, Assassins Creed: Unity foi embora e The Order: 1886 chegou.

Antes de tudo uma coisa bem importante deve ser ressaltada. O game produzido exclusivamente para o console da Sony é realmente lindo, poucos jogos estiveram na mesma posição na última geração, sinceramente apenas The Last of Us, God of War, Heavy Rain e a série Uncharted se mostraram tão bom quanto. Por outro lado é difícil valorizar um assunto tão polêmico quanto gráficos, apesar de ficar bobo com tudo que vi até o momento, tenho consciência que jogos simples podem ser tão divertidos ou belos, vide Valiant Hearts: The Great War.

The Order: 1886 me ganhou ainda mais quando vi que uma das minhas funções favoritas estava presente, temos aqui um jogo sem loadings ou interrupções que danifiquem a experiência, as animações se desenrolam com o poder gráfico da nova máquina, em alguns momentos é fácil se distrair e deixar seu personagem imóvel por milésimos de segundo, o cérebro simplesmente não consegue perceber que é hora de colocar as mãos no controle e jogar. O vídeo abaixo demonstra muito bem essa transição;

Durante minha infância tive a primeira amostra do que uma boa equipe pode fazer quando a ideia é colocar seu público imerso em uma experiência. Nos anos 90 fui um feliz dono do Sega CD, hoje uma raridade. Com ele estive presente de uma das aventuras mais mágicas da minha infância, Road Avenger. Como podemos ver no vídeo abaixo, temos a mesma fórmula citada antes. Através de eventos pré programados temos opções que necessitam de nossa atenção e reflexo rápido. Apesar dos controles difíceis e da minha falta de precisão na época, Road Avenger foi um dos primeiros jogos que realmente finalizei, talvez por isso eu seja tão apegado ao gênero.

*Em algumas regiões o game ficou conhecido como Road Blaster.

Apesar de ainda não ter terminado a aventura de Sir Galahad e seus cavalheiros, deixo abaixo a sequência da aparição do primeiro inimigo de peso do game, caso queira evitar spoilers segue ainda mais abaixo do vídeo uma galeria de fotos tiradas por mim usando o recurso do PS4 e por sua vez o modo de edição de fotos presente no próprio game.

The Order: 1886 vem cumprindo com o que eu esperava, até o momento apenas uma grande falha vem à mente. A localização realizada para nosso país é descente porém em alguns momentos as falam simplesmente estão fora de sincronia, algo lamentável para uma aventura tão especial quanto essa.

Por fim, vale a pena ressaltar que todas as fotos acima são de momentos in-game, ou seja, apenas pausei o game nestes momentos e usei a função oferecida para capturar a tela. Simplesmente impressionante.